Associação moverá ação nos EUA contra ‘máfia das próteses’

Fonte: Veja.com – 15/01/2016

Por Pedro de Carvalho

Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge) conclui, juntamente com advogados norte-americanos, uma ação judicial contra multinacionais de produtos médicos acusando-as de pagar comissão a médicos brasileiros.

O caso é um desdobramento das investigações da chamada “máfia das próteses”, como ficou conhecido o esquema no qual médicos submetem pacientes a cirurgias de próteses sem necessidade em troca de comissões sobre os produtos indicados.

No Brasil, o caso já está sob investigação da Justiça e foi objeto de uma CPI depois de reportagem do “Fantástico” mostrando o esquema em vários estados.

Estima-se que o esquema seja responsável por um prejuízo de 6 bilhões de reais ao ano aos planos de saúde.

A Abramge reivindica uma indenização e um pesado acordo de compliance. “Se os Estados Unidos querem fazer corrupção, que façam no quintal deles”, disse Pedro Ramos, diretor da associação, ao Radar.

A ação, que deverá ser impetrada em seis semanas, será nos EUA porque o país concentra 60% dos produtos médicos que são enviados ao Brasil, mas também haverá ofensiva jurídica aqui e na Europa.

Recentemente, o Ministério Público Federal denunciou dez envolvidos no esquema, entre médicos e empresários. A estimativa é que cerca de 5 milhões de reais tenham sido desviados pelo grupo.

Veja também

Tribunal de Contas descobre prejuízo de R$ 70 milh... Fonte:Portal G1 - 09/03/2016 Na saúde pública, irregularidades se multiplicam. Algumas próteses foram compradas incompletas; outras simplesmente su...
Abramge lança ‘Custômetro dos Planos de Saúde’... Fonte: DCI - 08/03/2016 A Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge) lançou o Custômetro dos Planos de Saúde: painel virtual hospedado no s...
Operadoras reagem contra projeto que altera lei qu... Fonte: Jornal Nacional - 24/10/2017 A atividade dos planos de saúde é baseada no mutualismo, ou seja, é um pacto intergeracional onde os mais joven...