Associação moverá ação nos EUA contra ‘máfia das próteses’

Fonte: Veja.com – 15/01/2016

Por Pedro de Carvalho

Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge) conclui, juntamente com advogados norte-americanos, uma ação judicial contra multinacionais de produtos médicos acusando-as de pagar comissão a médicos brasileiros.

O caso é um desdobramento das investigações da chamada “máfia das próteses”, como ficou conhecido o esquema no qual médicos submetem pacientes a cirurgias de próteses sem necessidade em troca de comissões sobre os produtos indicados.

No Brasil, o caso já está sob investigação da Justiça e foi objeto de uma CPI depois de reportagem do “Fantástico” mostrando o esquema em vários estados.

Estima-se que o esquema seja responsável por um prejuízo de 6 bilhões de reais ao ano aos planos de saúde.

A Abramge reivindica uma indenização e um pesado acordo de compliance. “Se os Estados Unidos querem fazer corrupção, que façam no quintal deles”, disse Pedro Ramos, diretor da associação, ao Radar.

A ação, que deverá ser impetrada em seis semanas, será nos EUA porque o país concentra 60% dos produtos médicos que são enviados ao Brasil, mas também haverá ofensiva jurídica aqui e na Europa.

Recentemente, o Ministério Público Federal denunciou dez envolvidos no esquema, entre médicos e empresários. A estimativa é que cerca de 5 milhões de reais tenham sido desviados pelo grupo.

Veja também

A saúde das empresas está no CTI Fonte: JC Online Por Francisco Balestrin e Paulo Sardinha Um dos itens mais corriqueiros dos pacotes de benefícios oferecidos pelas companhias –...
Inflação médica chega a recorde, e operadoras pede... Fonte: Folha de S. Paulo - 29/05/2017 Por Maria Cristina Frias A inflação médico-hospitalar, que em 2016 atingiu seu maior patamar da série hist...
Clientes têm dificuldades para conseguir plano de ... Fonte: Bom Dia Brasil - 05/08/2016 Operadoras empurram planos coletivos, que têm reajuste livre Por Roberto Paiva Uma pesquisa da Proteste co...